Angola projecta televisão digital terrestre para 2023

Angola projecta televisão digital terrestre para 2023
Angola Press


Angola poderá contar, a partir de 2023, com televisão digital terrestre, em virtude de esforços do Executivo para modernizar o sector das telecomunicações, tecnologias de informação e comunicação social.
O facto foi avançado hoje, no Bengo, pelo ministro Manuel Homem, adiantando que "tudo está a depender do trabalho de articulação desenvolvido com os parceiros do projecto".
De acordo com o governante, Angola adoptou a norma "nipónico-brasileira”, no quadro do processo de modernização da TPA (programa de migração digital) e que aguarda financiamento.
"Os investimentos são avultados, mas ainda assim todos os esforços estão a ser feitos para que, o mais rápido possível, Angola possa estar enquadrada naquilo que é o normal funcionamento das novas normas de televisão digital”, precisou.
Por outro lado, mostrou-se satisfeito com o sinal de cobertura da Televisão Pública de Angola (TPA), na província do Bengo, que se encontra a 95 por cento, faltando apenas o município do Bula Atumba.
Quanto à Rádio Nacional de Angola, Manuel Homem disse estar em curso um programa de modernização da rede de emissores, para melhorar a qualidade do sinal, que já abrange toda a extensão da província, mas com algumas dificuldades.
Sobre o programa de consulta pública do Pacote Legislativo da Comunicação Social, que visa actualizar a legislação vigente, destacou ser um trabalho para o enriquecimento do mesmo, através de contribuições.
Por sua vez, a governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, disse que algumas dificuldades enfrentadas pelos órgãos locais de comunicação social terão um tratamento conjunto para a sua resolução.
A propósito, adiantou terem sido baixadas orientações para a resolução das dificuldades, algumas das quais estruturantes e outras que podem ser resolvidas com mais facilidade, na base da criatividade e empenho.
Integraram a comitiva do ministro, os dois secretários de Estado do MInistério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, os presidentes dos Conselhos de Administração da Agência Angola Press (ANGOP), das Edições Novembro, da RNA, da TPA, da Angola Telecom, do Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), entre outros responsáveis do sector.
No Bengo, o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social visitou os referidos órgãos públicos de Comunicação Social, assim como os institutos adstritos a este departamento ministerial.


Voltar