Angola Telecom projecta partilhar infra-estruturas com a Africell

Angola Telecom projecta partilhar infra-estruturas com a Africell
Jornal de Angola


A Angola Telecom projecta partilhar as suas infra-estruturas com a Africell Global que há dias se tornou na quarta operadora que passa a actuar no mercado das comunicações electrónicas, incluindo a telefonia móvel.

Segundo o presidente do Conselho de Administração da Angola Telecom, Adilson Santos, a abertura da Angola Telecom vai concorrer para que a nova operadora "não tenha necessidade de construir muitas ‘sites’, torres e fibras.

Por não ser oposto à entrada de um novo operador, argumentou, tem havido "conversas regulares” entre a Empresa Pública de Telecomunicações de Angola e a Africell.

Segundo o responsável, a Angola Telecom quer investir na robustez e no desenvolvimento das suas infra-estruturas e na parceria com outras empresas do sector, como uma estratégia para melhorar serviços.

Adilson dos Santos salientou também que a aposta nas parcerias e subconcessão de serviços a pequenas e grandes operadoras, vai permitir que mais pessoas tenham acesso ao mundo digital. 

O PCA da Angola Telecom referiu que o processo de reestruturação da terceira operadora com Título Global Unificado continua em andamento, visando a sua modernização e eficiência, apesar da fase difícil e desacelerada em função do actual contexto de inflação e pandemia que o país enfrenta, contudo, deixando claro os "bons indicadores à vista quanto à melhoria nos aspectos comerciais, operacionais e financeiros da instituição”. 

"Temos continuado na melhoria e alargamento das nossas infra-estruturas e isso significa que conseguimos prestar mais serviços no país e alargar a malha da conectividade, que é também um desafio”, acrescentando ter "neste momento, fibra óptica em quase todas as capitais de províncias, com excepção de duas”.


Voltar