Cinco tendências tecnológicas com impacto no trabalho em 2021

Cinco tendências tecnológicas com impacto no trabalho em 2021
Convergir.pt


A "Rumos Serviços”, consultora na área das Tecnologias de Informação, elegeu, com base nas últimas previsões das especialistas em estudos de mercado IDC e Gartner, 5 tendências tecnológicas que, acredita, vão ter impacto no mercado nacional em 2021.
São elas:
1. Crescimento de infraestruturas baseadas em cloud: De acordo com a IDC, até ao final de 2021, cerca de 80% das empresas vão introduzir mecanismos de mudança para uma infraestrutura baseada em Cloud, com o objetivo de usufruírem de aplicações duas vezes mais rápidas que as que existiam antes da pandemia. Já a Gartner prevê um crescimento mundial de 18% em gastos com Cloud Pública para corresponder às três prioridades das organizações, preservar o dinheiro e otimizar os custos com TI; apoiar e proteger uma nova força de trabalho, que se encontra remota; e garantir a resiliência dos negócios.
2. Videoconferências e trabalho remoto: Segundo a IDC, vão ser adotados sistemas híbridos, criados de raiz para que todos os colaboradores possam aceder aos recursos necessários, de forma segura, e executar os seus trabalhos, de forma consistente – seja remotamente, na empresa ou mudando entre locais. Também a Gartner afirma que, até ao final de 2023, 40% das organizações vão inovar ao ponto de fornecer experiências virtuais e físicas aperfeiçoadas a clientes e colaboradores.
3. Inteligência Artificial e engenharia da inteligência artificial: Estima-se que, até 2023, as empresas passem a investir em soluções de inteligência artificial. De acordo com a IDC, um quarto das empresas G2000 vai adquirir, pelo menos, uma startup ligada a software de Inteligência Artificial (IA) para alcançar habilidades intelectuais diferenciadoras. Por outro lado, e de acordo com a Gartner, existem muitos projetos de IA a enfrentar problemas de performance, escalabilidade e confiança. Nesse sentido, a engenharia da inteligência artificial, conhecida também como AI Engineering, será uma tendência que ajudará as empresas a gerirem melhor o ciclo de vida dos projetos, facilitando o seu desempenho, escalabilidade e confiabilidade, ao mesmo tempo que estabelece um valor acertado sobre os investimentos.
4. Aceleração da automatização e hiperautomatização: De acordo com a IDC, até 2023, vai emergir um ecossistema de Cloud com controlo expandido dos recursos e análises em tempo real que vai servir de plataforma base a qualquer TI e iniciativas de negócio automatizadas em qualquer local. Por outro lado, a Gartner salienta que a hiperautomatização é, atualmente, inevitável e irreversível, uma vez que tudo o que pode ser automatizado numa organização deveria (mesmo) ser automatizado.
5. Internet of behavior (IoB): O termo Internet of behavior (IoB), também conhecido como Internet dos comportamentos, remete para tecnologias que captam e utilizam os dados gerados diariamente pelos utilizadores – como dados comerciais, redes sociais, reconhecimento facial, geolocalização – para influenciar o comportamento humano. Os analistas da Gartner acreditam que, até ao final de 2025, mais da metade da população mundial estará sujeita a, pelo menos, um programa IoB, seja comercial ou governamental.
As tendências tecnológicas previstas pela IDC e pela Gartner para 2021 procuram modernizar e inovar todos os processos tecnológicos com o objetivo de tornar as empresas ainda mais flexíveis e com uma maior capacidade de adaptação, acreditando a Rumos Serviços que soluções de Modern Workplace, Analytics ou Artificial Intelligence, por exemplo, poderão ter uma grande procura este ano, em muito, devido à mudança de paradigma provocada pela pandemia.


Voltar