Manuel Homem apela aos empresários a investir no sector das telecomunicações

Manuel Homem apela aos empresários a investir no sector das telecomunicações
Lusa


O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, sugeriu, dia 04.04.2021, no Cuito, os empresários a fazerem parcerias para investir no sector.
O convite foi feito no final da visita de 24 horas que  Manuel Homem efectuou ao Bié, durante a qual visitou diferentes órgãos do sector, com realce, da comunicação social.
"Aos empresários que se interessem por este sector digo que existem condições para investir, naturalmente cumprindo as regras do funcionamento, pois temos necessidade de promover outros serviços da comunicação social”, afirmou.
O ministro considerou positiva a visita, na medida em que as questões fundamentais para o exercício das actividades estão a ser materializadas. A visita serviu, também, para constatar que há a necessidade de melhorar o sinal da Internet e da comunicação da Angola Telecom. 

Reinaugurado centro de produção da TPA
Domingo, 04 de Abril, antes de deixar o Cuito, o ministro Manuel Homem assistiu à reinauguração do Centro de Produção da TPA, no âmbito do 19º aniversário da Paz e Reconciliação Nacional. 
O centro foi reabilitado, depois de um esforço conjugado entre o Ministério de tutela e do Governo da província, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios, tendo as obras a duração de dez meses.
No acto de reinauguração, Manuel Homem afirmou que a televisão e outros meios de comunicação social estão a ser reestruturados, o que vai permitir que, cada vez mais, possam informar com qualidade. 
"A inauguração do Centro de Produção da TPA do Bié é um incentivo a uma resposta aos profissionais da Televisão, para que possam exercer com comodidade as suas funções, em infra-estruturas equipadas com tecnologia moderna”, afirmou.
Para assinalar o 4 de Abril, o ministro das Telecomunicações, Tecnologia de Informação e Comunicação Social deslocou-se ao Cemitério Monumento do Cuito, onde prestou homenagem às mais de sete mil vítimas do conflito pós-eleitoral de 1992.


Voltar